Devocional Lucas 7:40-50


"E respondendo, Jesus disse-lhe: Simão, uma coisa tenho a dizer-te. E ele disse: Dize-a, Mestre.
Um certo credor tinha dois devedores: um devia-lhe quinhentos dinheiros, e outro cinqüenta.
E, não tendo eles com que pagar, perdoou-lhes a ambos. Dize, pois, qual deles o amará mais?
E Simão, respondendo, disse: Tenho para mim que é aquele a quem mais perdoou. E ele lhe disse: Julgaste bem.
E, voltando-se para a mulher, disse a Simão: Vês tu esta mulher? Entrei em tua casa, e não me deste água para os pés; mas esta regou-me os pés com lágrimas, e os enxugou com os cabelos de sua cabeça.
Não me deste ósculo, mas esta, desde que entrou, não tem cessado de me beijar os pés.
Não me ungiste a cabeça com óleo, mas esta ungiu-me os pés com ungüento.
Por isso te digo que os seus muitos pecados lhe são perdoados, porque muito amou; mas aquele a quem pouco é perdoado pouco ama.
E disse-lhe a ela: Os teus pecados te são perdoados.
E os que estavam à mesa começaram a dizer entre si: Quem é este, que até perdoa pecados?
E disse à mulher: A tua fé te salvou; vai-te em paz." (Lucas 7:40-50)

Simão reconhecia a CRISTO como Mestre, apenas o reconhecimento não foi suficiente para que os seus pecados fossem perdoados. Simão reconheceu o senhorio do Senhor JESUS, mas não se posicionou como servo. Não deu água para os pés, não beijou o CRISTO, não ungiu o Messias, ou seja, não teve ou não estabeleceu comunhão com o Mestre.
Sem ação não há perdão. O pecador reconhece sua pequenez, sua impossibilidade de se justificar pelos seus atos, então, ele busca comunhão com Aquele que pode nos justificar, perdoar e nos salvar.
Aquela mulher não só reconheceu a CRISTO como Senhor, mas se posicionou como serva. Não só o reconheceu como Salvador, mas se entregou como dependente do Messias. E os pecados dela foram perdoados. Amém.

Postagens mais visitadas deste blog

Missões? Por que e pra que?

Colômbia: Aprendizado, Serviço e Gratidão.

Festa Marcolina